jun
14
bemestar

Quem não sonha com um lugar que nos ofereça massagens com óleos e emulsões aromáticas, banhos medicinais e terapias relaxantes? Em ser cuidado? Um SPA no seu verdadeiro sentido.

O conceito de SPA é antigo e nos remete aos guerreiros do Império Romano que faziam uso de banhos públicos para relaxar e aliviar as tensões. Daí a expressão latina SPA “salus per aquam”, que significa saúde pela água.

Devido a forte influência americana, o conceito original de SPA foi gradativamente deturpado e passou a designar espaços normalmente ligados a hotéis luxuosos, fora das regiões urbanas, onde o hóspede recebe tratamentos vips estéticos e relaxantes. Além disso, são aplicadas práticas de exercícios e dietas de baixas calorias, visando a diminuição do estresse e perda de peso de forma abrupta, muitas vezes, sem levar em conta o aspecto individual e preventivo do tratamento. Desse conceito criou-se a idéia forte e distorcida de que SPA é lugar para quem quer emagrecer.

Hoje, a maiorias dos SPAS, recebem pessoas que buscam cuidar de sua saúde de forma integral, através do descanso físico e mental e tratamento hidroterápico, feito por meio de banhos de imersão, duchas, saunas, hidromassagens e muitas outras técnicas relaxantes, cuidados pessoais e de bem-estar. Esses espaços estão inseridos dentro das cidades, facilitando o acesso das pessoas, que pela proximidade (Spas Urbanos) podem frequentar durante a semana.

Momentos de tranqüilidade e relaxamento aliviam o estresse de um modo geral, melhoram a qualidade do sono, contribuem para bom o funcionamento do intestino, diminuem a ansiedade, o grande mal da atualidade. Fazer algo em benefício da própria saúde melhora a auto-estima.

Permita-se!

Mônica Máris Fristch
Psicóloga – Sócia Gerente do Santé SPA
CRP 07/05923

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário